18.3.08

soneta

de uma costela? que nada!
saiu de dentro do peito
deus, o maior dos poetas,
fez a mulher de um soneto
não de um monostrófico
ou de um petrarquiano,
fez de um soneto divino
talvez shakespeareano
pobres mortais desconhecem
o rigor da rima e da métrica
e quem tenta recitá-lo
sempre nos versos tropeça.
catorze versos, me deu na veneta,
faço justiça, chamo soneta



6 comentários:

Jamille Lobato disse...

Adorei qd diz que Deus fez a mulher de um soneto...
As vezes, de uma outra optica, tenho 4 fases também, umas menores e outras maiores. Mas que sempre encontram a rima perfeita.
Bjokas

Fernanda Passos disse...

bela soneta. digo isso pelo conteúdo e pelo que tua poesia me despertou. faço parte desses pobres mortais aí que não entendem de métrica e rima.

:(

rsrs.
abraço poeta!!

Ana Paula Nogueira disse...

lindo poema, ops soneto. hehee

Deus fez a mulher com toda delicadeza do mundo. Beijos!

Esconderijo da Bandys disse...

Show...neto.
Lindo
Beijos

Anônimo disse...

Bravo!Bravo!
lindo!
Poeta, você me emociona...

Little Girl Blue disse...

Gostei. Bjs