31.8.07



não se pode agradar 
a gregos e provincianos



30.8.07

contágio

era uma vez
uma princesinha
que beijou um sapo
e virou sapinha

28.8.07

crime e castigo

um beijo roubado
e fui condenado.
por desejar tua boca,
padeci na forca

à toa


sou ateu,
graças
a deus!

recado

pode esperar,
ainda vou
te conquistar

resposta

de onde viemos,
para onde vamos?

você eu não sei!
nem posso imaginar.

eu venho do nada,
parei pra descansar.

depois de refeito,
continuo a viajar


irracional mesmo 
é dizer não à emoção



27.8.07

barbeiro

conquista é uma via de mão dupla,
quem anda na contramão, pega multa

dani

"...dane-se tudo que não tiver dani..."
(biquini cavadão)

conselho

desilusões lhe levaram para debaixo da cama?
Pois trate de comer a velha e sair!

arapuca

ela, que só
me olha de lado,
meio infantil,
nem desconfia
que sou melhor
de perfil

sina

tem jeito não
todos os caminhos
levam você
ao meu coração

23.8.07

a são tomé

incredulidade não existe! eu,
pelo menos, nunca vi nenhuma

eu te amo

eu te amo
quando não preciso
mais dizer te amo.

eu te amo
quando reconheço teu
direito de fazer escolhas.

eu te amo
quando respeito tua própria
liberdade tanto quanto a minha.

eu te amo
quando compreendo tua
vontade de às vezes ficar só.

eu te amo
quando não te sufoco
com chiliques ou pressões.

eu te amo
quando ponho afeto
entre as nossas distâncias.

eu te amo
quando aplaudo os
teus desejos de voar.

eu te amo
quando me convenço de que
o ciúme é o câncer do amor.

eu te amo
quando te ajudo a ser mais livre
do que era quando eu te conheci.

eu te amo
quando a recíproca a tudo
isso também é verdadeira
.



(edson marques, o cara!)

22.8.07

21.8.07

toco

cantei para ela dançar, e dancei!

namoro

custou pouco
muito pouco
o ruim foi o troco...
(josé carlos vieira)

velha infância

olha o palhaço na rua, tem a cara de perua
olha a moça na janela, tem a cara de panela
olha a menina no portão, tem a cara de melão
e o palhaço o quê que é? ladrão de mulher!

feiticeira

antes de mais nada, é
no teu coração que
aguardo minha morada

20.8.07

amores

no começo são flores
no meio, temores
no fim, dissabores

19.8.07

a voz rouca das ruas

deus escreve certo com canetas tortas
quem não bebe, não treme
é melhor um pau na mão que dois no rabo
nunca diga: "desse pau não chuparei!"

nome completo

daniela que eu quis
e de tanto querer tê-la
tive ela grande amor
e um filho de oliveira

razão de ser

escrevo. e pronto.
escrevo porque preciso,
preciso porque estou tonto.
ninguém tem nada com isso.
escrevo porque amanhece,
e as estrelas lá do céu
lembram letras no papel,
quando o poema me anoitece.
a aranha tece teias.
o peixe beija e morde o que vê.
eu escrevo apenas.
tem que ter razão de ser?
(paulo leminski)

17.8.07

16.8.07

delírio


sou
sonho

vivo
vendo
virgens

lógica

te vi
te quis
te tenho
sou feliz

viva edson marques!

amo as mulheres: no corpo de uma
delas eu vejo a alma de todas as outras
(edson marques)

by fred

hábil surdo,
mas nunca mudo
cego, talvez.
jamais os três

15.8.07

destino

apagou meu passado
acendeu meu presente
sem ela não há futuro

cegueira

o que sinto por ela é um exagero

dilema

se penso nela, querela
se não penso, agüento
cego, surdo e mudo
pedi amor, ganhei tormento

ironia

um uno fire pega fogo na daniel de la touche.
grande senso de humor o diabo tem!

classificados

troca-se
um coração roto
por um caqui.
tratar aqui

troca-se
um amor bandido
por um amor maroto.
volta-se troco

beleza

vim, olhei e me despedacei

a voz rouca das ruas

não dá pra ti, não aperreia
não sabe chupar, não baba
não sabe brincar, não desce pro play