24.3.08


não uso a loucura
como biombo,
mas foi tropeçando
na ‘normalidade’
que levei os
maiores tombos





4 comentários:

Vi disse...

Eu sempre venho aqui e coloco uma música, né? Mas é inevitável!!! Como diria Renatinho, "consegui meu equilíbrio cortejando a insanidade".

Ana Paula Nogueira disse...

por isso digo que recorro ao universo paralelo quando canso da mesmice do humanidade. bjos

Esconderijo da Bandys disse...

Não uso como escudo mas uso como sombra...
Bjs

Paulo Palavra disse...

É isso garoto!
Nossa loucura é que nos alimenta! Aliás, por falar em loucura, tem uma post pra você lá no blog...