16.11.07




queria ter vida eterna

para, a cada dia,
morrer de amor






2 comentários:

Oswaldo disse...

Zé de Aurélio...
Cá tô eu, gostando do que leio...como sempre.

Maria Fernanda Viana disse...

Gostei muito: viver uma vida de morrer de amor!Parece triste mas é pra ser assim. Que bom que sua insanidade serve de asa. Espero que este céu seja tão grande quanto essas idéias que não param.