23.9.08

poeminha inocente

eu e minha branquela
ela, flor no cabelo
eu, flor na lapela




4 comentários:

dalva rêgo disse...

quero usar nossas flores...

Anônimo disse...

Que lindo poema,Mao!


bjosss


:)

dalva rêgo disse...

eu e meu galego
ele, cafuné
eu, chamego
=)

Ana Paula Nogueira disse...

eu comigo mesma!

beijoooos.

saudades