30.10.07

razões da emoção


sou movido pela emoção
subo alto no trampolim da vida e
     [mergulho de cabeça no mar do amor
deixo a maré da paixão me arrastar para
                                                        [o fundo
não sei nadar contra a correnteza
nunca aprendi
não quero aprender nunca
nas ondas do delírio afundo
refundo
no prazer do desejo ascendo
transcendo
renasço
remoço...
e começo um novo ciclo
novas águas
novos desejos
novas paixões
novos mergulhos
sou movido pela emoção porque

a razão impede vôos rasantes



3 comentários:

Erika disse...

Parecida com poesia?

Nossa, Marco Aurélio, vc escreve lindo, moço.

Já favoritei seu blog, porque adorei as suas letras.

Voltarei.
Parabéns.

Beijo

paula disse...

esta gostei
mesmo não arriscando estes mergulhos
bjs

Kenia disse...

P E R F E I T O!
Encontrei aí muito de mim!